Bombas para transferências de produtos químicos

Com o crescente aumento das atividades industriais nas últimas décadas, cresceu também a necessidade de produtos químicos e muitos deles podem ser perigosos à saúde dos animais e ao meio ambiente. Além disso, determinadas atividades industriais geram resíduos químicos extremamente perigosos, que antes de serem descartados passam por um processo de tratamento que elimina o risco de contaminação e agressão.

Em paralelo a esse crescimento há a necessidade de atender este mercado com bombas para transferência e manipulação que sejam resistentes a produtos químicos como ácidos, líquidos inflamáveis, corrosivos, que liberam vapores tóxicos ou venenosos e substâncias oxidantes. Todos estes tipos de materiais exigem treinamento e capacitação de quem irá manipulá-los, instruindo qual o tipo de recipiente deve ser transportado o fluido, quais os equipamentos de proteção coletiva e individual devem ser utilizados para cada tipo de atividade, pois para transferência, manipulação e aplicação do produto ao processo deve haver um estudo para aplicação, particular e característico, inerente ao processo de produção e fabricação.

O mesmo deve ser feito para as bombas de transferência, pois além de serem projetadas para evitarem desperdícios e descartes, no momento em que são transferidas de um container para o sistema armazenamento que abastece a produção, elas devem conter materiais que suportem  as características físico-químicas do produto, reduzir a incidência de liberação de vapores nocivos, resistirem à corrosão, serem confiáveis no que diz respeito a falhas que provoquem vazamentos e ter excelente durabilidade. Ademais, os motores destas bombas devem possuir carcaça resistente a possíveis contatos com os gases e vapores da aplicação, no caso de serem aplicadas a estes, e líquidos inflamáveis, e possuir blindagem elétrica para ambientes com risco de explosões.

Por isso as bombas para transferência Bombetec são fabricadas com materiais anticorrosivos como o PP (Polipropileno Injetado), PVC, PTFE, PE (Polietileno), PVDF, UHMW, PE (Polietileno), Alumínio ou PVC, possuem selagem mecânica, selagem hidrodinâmica ou dupla selagem. A selagem mecânica é feita por selos especiais com o conjunto metálico em aço inox 304, inox 316, titânio e hastelloy, têm faces dos selos em cerâmica com grafite, silício com silício, tungstênio com tungstênio e os elastômeros de vedação são feitos em buna, viton ou EPDM. Na selagem hidrodinâmica, o rotor centrífugo é constituído de um contra rotor que suga o líquido que tende a sair pelo eixo, redirecionando-o para o recalque, com a finalidade de evitar que vazamentos ocorram enquanto a bomba estiver em operação.

Tim (11) 94866-0958 | Claro (11) 98961-2743 | Fixo - (11) 4044-4546/4044-4553

Av. Dona Ruyce Ferraz Alvim, 2569 - Jd. Ruyce (Serraria), Diadema - São Paulo, 09981-360

emails: bombetec@bombetec.com.br / vendas@bombetec.com.br

Tecnologia Code Plus